terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

COMO ESCOLHER SUA BB


Há no mercado interno algumas marcas de bb's, com qualidades e pesos. É muito importante prestar atenção em qual bb é utilizada na sua arma de Airsoft, seja a arma que for.


Está comprovado que grande parte das avarias nas armas se deve ao fato da utilização de bb's com fraca qualidade. O seu uso congestiona o mecanismo causando avarias em todos os níveis, desde um simples carregador danificado por ficar encravado, a danos mais severos no mecanismo, causando elevado custo de reparação.


Por esse motivo, recomenda-se que não economize ao comprar bb's. Deve ser dada preferência as marcas mais conhecidas, que são fabricadas pelas empresas de armas de Airsoft.


Características da Esfera
Distinguir uma bb de qualidade é fácil e pode ser feita a olho nu. Para tal, basta examinar atenciosamente pequenos detalhes que revelam a sua qualidade. Esses detalhes podem ser:
  • Superfície da bb: deve ser uniforme e o mais polida possível.
  • Hemisfério: nunca deve ser notado um hemisfério que divida a bb em dois. Isso revela um método de fabrico de má qualidade bem como elevadas hipóteses de congestionamento.
  • Protuberância nas bb's: isso é resultante de falta de polimento após a inje- ção do plástico. Revela falta de atenção no acabamento das bb's e por consequência volume, peso e superfície incoerente dentro do lote. BB's de má qualidade além de aumentarem o risco de avaria, não possuem qualquer precisão. Por isso não conseguirá executar tiros precisos e gastará muito mais munição.

Pesos (gramas)
A escolha do peso da bb depende de quem utiliza e da sua preferência. De qualquer forma existem algumas informações que ajudar na sua decisão. Num projétil quanto maior for a sua massa, maior será a precisão, porém menor será o seu alcance. Assim, quanto maior for o peso, menor será o alcance obtido e maior é a probabilidade de acertar dentro deste.
  • 0,12g - É usada em revólver e pistola. Possui o menor peso de todas as bb's, permitindo um maior alcance.
  • 0.20g - É o peso mais utilizado. Tem o maior alcance dentro de uma precisão razoável. Esta gramatura pode ser utilizado em todas as armas de Airsoft de fábrica (com potência entre 0.8 J até 1J).
  • 0.23g - Possui qualidades intermediárias trazendo a vantagem de maior alcance em relação a de 0.25g e maior precisão que a 0.20g. Pode ser utilizada em armas de fábrica e em outras com até 1J de potência.
  • 0.25g - Dentro das gramaturas mais pesadas 0.25g é o limite para uso em armas com potência igual ou um pouco acima de 1J. Sacrificando o alcance podemos obter maior precisão. Esse peso é o ideal para jogos na floresta, uma vez que atravessa vegetação ligeira sem grandes problemas ou até mesmo ricochete.
  • 0.28g - Já ficou provado que esse peso é o ideal para potências acima de 1J. Indicado para quem pretende desempenhar as funções de Sniper, pois, revela-se mais veloz e com maior alcance que 0.30g.
  • 0.30g - É indicado para uso exclusivo de armas potentes e, é de igual modo indicado para aqueles que querem uma maior precisão com muito pouco alcance. Somente recomendada em armas de Sniper ou utilização muito específica (tiro ao alvo).
  • 0.36g e 0.43g - São pesos a serem utilizados pelos mais exigentes em nível de precisão. Exige algum conhecimento e prática da pessoa que consegue atingir boa precisão a distâncias superiores a 50m. Deverá ser utilizada apenas em armas com limite acima de 2J.

Ambiente
Em princípio as bb's não são tóxicas, porém, é sempre bom se informar e saber do fabricante ou vendedor. Apesar de poderem demorar uma eternidade para desaparecerem, não deixam resíduos tóxicos no meio ambiente. As bb's biodegradáveis são geralmente mais dispendiosas para o jogador, mas desfazem-se, em condições normais de umidade, temperatura e iluminação, em prazos curtos (depende do fabricante e da composição da esfera).

Ainda assim, recomenda-se a utilização de bb's biodegradáveis, sempre que possível.

ATENÇÃO: Não reutilize as bbs. Se você tentar reutilizá-las, poderá ocorrer um travamento ou mesmo algum dano na sua arma.


Video de teste com alguns pesos de bb's




quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

VERSÕES DE GEARBOX



Ainda hoje, o desenho das caixas mecânicas (mechbox) feito pela Tokyo Marui são a base para quase todas as armas elétricas. A maioria das armas são referidas pela sua "versão" e cada versão tem seu próprio conjunto de pontos fortes e fracos.

Abaixo temos uma Tabela especificando o tipo de Mechbox que é indicada para cada modelo de arma, bem como os fabricantes que as utilizam. Nota-se, que as mais comuns são a versão 2 e 3, que são usadas na maioria dos modelos.

Portanto, para cada modelo existe uma mechbox apropriada, sendo, assim, é desnecessário o jogador ou praticante exporádico ficar preocupado em trocar a sua por uma versão diferente.

Versão 1
Esta caixa mecânica é um dos (senão o) primeiro desenho de mechbox e só é encontrada na Tokyo Marui FAMAS. Tem um interruptor de liberação da engrenagem que libera a tensão da mola principal
• Design inerentemente difícil de atualizar ou modificar
• Não conta com muitos componentes de atualização disponível
• Design velho


Versão 2
De longe, é o mais usado, copiado e reproduzido design mechbox em uso hoje, é usado na maioria dos modelos m4/m16. Esta versão tem sido usado por quase todos os fabricantes de AEG, de uma forma ou de outra. Só porque ele é amplamente utilizado, não significa que seja a melhor versão.
O ponto de falha mais comum para a versão 2 está perto da cabeça da gearbox. A instalação de uma mola principal mais forte do que a M120 Systema, na maioria das vezes, resulta em um estojo completamente fraturado.

• Centenas de componentes de atualização, incluindo "reforçados" os modelos destinados a compensar algumas das deficiências de concepção
• Simples de abrir e atualizar
• Fácil de trocar novos motores
• Design inerentemente da AEGs mais fraco de fábrica (alguns fabricantes estão usando agora "reforçados" ou mais resistente)
• O motor não está montado na gearbox real - fazer o alinhamento e ajuste é mais difícil (e redução da confiabilidade geral)


Versão 3
Esta versão é muito mais durável e confiável. É encontrado na AK47, MP5-K/PDW e agora no G36. Ela se provou por muitos anos ser um design robusto, ela não é totalmente indestrutível, mas chega bem perto.
• O design sólido que pode levar cargas de abuso
• Centenas de componentes de atualização.
• Simples de abrir e atualizar
• Motor está montado na gearbox - fazer o alinhamento do motor é muito mais preciso (adicionando a confiabilidade)


Versão 4
É um dos projetos mais original, o PSG-1 é a AEG que usa a versão 4. O seu design é bastante sólido e tem algumas características únicas, incluindo a liberação da tensão da mola (anti-revesal de liberação da trava) e um estojo de divisão.
• Sólida e relativamente forte
• Uma vez fora da arma, é bastante simples de reparar, modificar ou atualizar
• Tem menos peças de atualização e estas são mais caras.


Versão 5
É a versáo usada no modelo Uzi, provavelmente é o mais desprezado e indesejável design lá fora.
• Design fraco (lotes de componentes plásticos)
• Quase impossível reparação ou upgrade


Versão 6
Usada em duas armas em lados opostos do espectro, na P90 e na Thompson (M1A1). O projeto da versão 6 tem algumas peças originais, incluindo o desenho das buchas de engrenagem.
• Gearbox sólida
• Relativamente fácil de reparar, atualizar e modificar
• Graças ao P90, há um crescente número de peças de atualização disponível
• Motor montado de forma diferente, mas não é necessariamente ruim
• Um design um pouco mais original (poucas opções de upgrade de componentes).
VERSÃO 5


Clique em cima da tabela para ve-la maior.



segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

SISTEMAS DE MIRA


Vídeo comparativo de alguns Reddots feito pelo pessoal da AATV



MIRA RED DOT (PONTO VERMELHO)







MIRA RED DOT (HOLOGRÁFICA)







MIRA LASER (PONTO VERMELHO)



MIRA LASER (PONTO VERDE)







segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

QUADRO DE VELOCIDADES



A velocidade das armas de Airsoft é determinada em grande parte pela tensão da sua mola principal e em decorrência disso existe uma escalonização dos valores.


Os limites mais comuns de velocidade das Airsoft fica entre 300 a 400 FPS - pés por segundo (90 a 120 m/s) para AEG's e de 400 a 500 FPS (120 a 150 m/s) para as armas de um único tiro (fuzis sniper).


Quem pretende jogar, no caso de usar pistola, rifle de assalto, submetralhadora ou Metralhadora, o ideal seria comprar uma arma de pressão com velocidade entre 300 a 328 FPS, que com uma BB de 0,20g estará dentro do limite seguro.
Já no caso de rifle sniper a velocidade poderá ser maior, contudo, o jogador deverá manter SEMPRE uma boa distância dos demais, a fim de minimizar o perigo de lesão.


Apesar do ideal ser de 1Joule, aqui no Brasil, o pessoal tem adotado uma energia de 1,49J, ou seja, para armas curtas, fuzis, submetralhadoras e metralhadoras a velocidade máxima deve ser de até 400 FPS; para rifle sniper a energia pode chegar a 2,3J, devendo ter como velocidade máxima até 500FPS.


Se vc quiser calcular a energia da sua AEG ou saber qual a distancia efetiva que a bb vai atingir acesse:
http://www.arniesairsoft.co.uk/index.php?filnavn=/articles/fps_limits/fps_calc.htm



Abaixo temos uma tabela indicando as velocidades e a suas respectivas energias, estas variam dependendo do peso da BB.


Veloc.250 .275 .280 .300 .328 .350 .377 .400 .450 .500 .550 (fp/s)
saída...76 ...84 ...85 ...91 .100 .107 .115 .122 .137 .152 .168 (m/s)
0,12g 0,35 0,42 0,44 0,50 0,60 0,68 0,79 0,89 1,13 1,39 1,69
0,15g 0,44 0,53 0,55 0,63 0,75 0,85 0,99 1,11 1,41 1,74 2,11
0,20g 0,58 0,70 0,73 0,84 1,00
1,14 1,32 1,49 1,88 2,32 2,81
0,23g
0,67 0,81 0,84 0,96 1,15 1,31 1,52 1,71 2,16 2,67 3,23
Energy
0,25g
0,73 0,88 0,91 1,05 1,25 1,42 1,65 1,86 2,35 2,90 3,51
(joules)
0,30g
0,87 1,05 1,09 1,25 1,50 1,71 1,98 2,23 2,82 3,48 4,22
0,36g 1,05 1,26 1,31 1,51 1,80 2,05 2,38 2,68 3,39 4,18 5,06
0,43g 1,25 1,51 1,57 1,80 2,15 2,45 2,84 3,20 4,04 4,99 6,04




domingo, 1 de fevereiro de 2009

FÓRUM DE DISCUSSÃO